22 de jan de 2013

E o nada continuaria sendo o nada

 Aquele fundo breu que tanto contemplo
 Um dia encontrei sua via
 de contra-tempos expostos
 de manias ridículas
 com olhares compostos
 que diziam ser suicidas
 E a vida, a vida já não seria mais vida.
 E o tempo já não seria mais tempo
 As palavras...
 as palavras terminariam em exemplos
 e a via, a via continuaria dividida...


Um comentário:

  1. mto chiq :P
    olha esse poema, que passava a um tempinho kkk acho q tu vai lembrar, ou n xD
    DOR SUBURBANA

    MATAR, SOCAR, ESFAQUEAR, SANGRAAAAAAAAAAAR……..
    Porque o garoto suburbano está tão irado?
    Hmmm, não tenho a mínima idéia…..
    mas estou triste!
    Eu queria ferir toooooooooodos vocês,
    mas tenho que chegar em casa, ao
    toque de recolher.

    E, até que eu me liberte de todo esse amor que
    minha família “supostamente” dá pra mim,
    eu vou sentir raiva, sem droga de razão alguma.

    OBS: daquele eu, a patroa, e as crianças xD

    mas teu blog ta chiq hein ;D

    ResponderExcluir