11 de mar de 2012

"Nada como um dia após o outro"

 Hoje acordei pensando em poesias, apenas pensando, pois não tenho nada a escrever. Sai para fora a procura de ar,o dia me parecia normal dessa vez. O céu não estava nublado, então tive a certeza de que não matei o sol.
 "Nada como um dia após o outro", essa frase me causa um certo desconforto. Tenho medo do futuro, tenho medo das ações que cometi e que isso de certa forma cause uma reação negativa. Mas eu arrisquei não é mesmo? Pois bem terei que enfrentar o futuro de frente e peita-lo, dizer coisas horrendas ou simplesmente me ajoelhar perante a ele e chorar. Terei que ser forte, ou simplesmente mostrar fragilidade. Bom, seja la qual for a reação eu estou preparada, armada com meus argumentos, e com minha mascara de pedra. Assim poderei transmitir a mensagem de que não fui abalada ou simplesmente destruída.
 Pensando bem, não vou fazer nada disso, vou simplesmente gritar um "FODA-SE" e tratar o futuro indiferentemente,assim não haverei de sofrer muito,ou extrapolar muita a minha alegria. Ou então não farei absolutamente nada!    

Nenhum comentário:

Postar um comentário