8 de dez de 2011

O caderno

 Sou eu que vou seguir você
 Do primeiro rabisco até o bê-a-bá
 Em todos os desenhos
 Coloridos vou estar
 A casa, a montanha, duas nuvens no céu
 E um sol sorrir no papel
 Sou eu que vou ser seu colega
 Seus problemas ajudar a resolver
 Sofrer também nas provas bimestrais
 Junto a você
 Serei  sempre seu confidente fiel
 Se seu pranto molhar meu papel
 Sou eu que vou ser seu amigo
 Vou lhe dar abrigo
 Se você quiser
 Quando surgirem seus primeiros raios de mulher
 A vida se abrirá num feroz carrossel
 E você vai rasgar meu papel
 O que está escrito em mim
 Comigo ficará guardado
 Se lhe dá prazer
 A vida segue sempre em frente
 O que se há de fazer?
 Só peço a você um favor se puder
 Não me esqueça num canto qualquer

Nenhum comentário:

Postar um comentário